28.11.07

Olá, estou de volta

Pois bem, fui transplantado há 15 dias. E hoje voltei a casa. Portanto volta a haver voz neste local nómada. A coluna que habitualmente havia diariamente no Jornal de Negócios, vai haver aqui, enquanto estiver de baixa. Já a partir de amanhã.
Mas, olho para o sol lá fora, e o país continua a parecer-me cada vez mais triste. É igual a um fantástico excerto de um livro que li no internamento: "Pânico no Scala" de Dino Buzzati.
Escrevia este mágico da escrita e da BD: "uma lei proibe formalmente que nos ocupemos de montanhas, que não subamos às montanhas, nem fallemos delas e, nem mesmo, eventualmente, as contemplemos. 'Eventualmente' é o que diz a palavra do legislador com uma exigência considerada, pelo próprio, evidentemente, excessiva. Porque as montanhas continuam sempre sobranceiras à cidade, a norte, e dia e de noite, com o seu esplendor".
É Portugal, não?

4 comentários:

Anónimo disse...

Rápidas melhoras!

Menino Mau disse...

as melhoras!!!

princesa das estrelas disse...

grande cromo. Gosto de te ter de volta.
Agora já sabes, calminha com a carroça que o burro já vai a caminho dos 50.
Beijinhos

luis miguel afonso disse...

E ainda bem que estás de volta, pois eu já estava com saudades. E especialmente de te ver ao vivo e a cores.

Bom, deixa-me lá então lançar-me com calma ao que para aqui tens escrito. Parece que vou ter muito que ler...

Grande abraço